Como o sexo com camisinha pode ser melhor

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

print this page
send email

Sexo seguro (com camisinha) parece ser um sinônimo perfeito para algo ruim, como aponta pesquisa do Instituto Guttmacher, que mostra que 25% dos homens e mulheres entrevistadas nos Estados Unidos consideram sexo com camisinha chato.
No Brasil, não é diferente. Segundo estudo do Ministério da Saúde, o brasileiro passou a fazer mais sexo casual (sem relacionamento fixo) entre 2004 e 2008, mas fez menos uso do preservativo. Apenas 46,5% dos brasileiros utilizavam camisinha.
Mas ainda existe esperança. Pesquisa recente da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, revela que o prazer sexual obtido com o uso da camisinha masculina depende de vários fatores, como, por exemplo, do conforto do(a) parceiro(a), o que depende, inclusive, do tamanho adequado da camisinha.
Por isso, tudo que você tem que fazer é escolher a camisinha certa para você, testar o que lhe faz melhor, e ter confiança.
“A ideia de que usar camisinha diminui a sensitividade ou a diversão do sexo é completamente errada”, afirma a médica Devon Hensel, autora do estudo norte-americano. Mesmo assim, atitudes contra o uso da camisinha ainda são amplamente vistas.
Melhora no sexo seguro
Hensel coletou dados de mais de 1.500 homens e dedicou especial atenção aos relatos diários de suas atividades sexuais.
Em 85% das relações sexuais, os pacientes utilizaram camisinha. Entre esses casos, os homens mais velhos reportaram experiências mais prazerosas.
De acordo com o estudo de Hensel, quanto maior a estimulação oral e manual, maior a satisfação. Fica a dica. [LiveScience, GuttMacher, Terra]

2 comentários:

  1. “A ideia de que usar camisinha diminui a sensitividade ou a diversão do sexo é completamente errada”,

    Me desculpe mas essa mulher nao deve fazer sexo, não que esteja certo nao usar camisinha, muito pelo contrario, mas diminui e MUITO a sensibilidade.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir